Conviver todos os meses com a TPM não é fácil para mulher alguma. A alternativa que muitas buscam para amenizar esta situação é a suplementação.

A retenção líquida, inchaço nos seios, dor nas costas, pernas e cólicas são características da TPM. Mas o pior de todas as alterações são irritabilidade, ansiedade e mudanças de humor. Todos estes “pequenos” detalhes fazem da vida das mulheres e homens um terror.

Muitas delas tentam contornar estes sintomas com doces e chocolates, que estragam qualquer dieta.

Os suplementos por sua vez, não cuidam apenas do físico, ajudam também a diminuir os sintomas da TPM, pois regulam os níveis dos hormônios estrógeno e progesterona.

Suplementos que auxiliam:

 Multivitaminico - melhora a absorção das vitaminas e dos minerais, principalmente a vitamina B6, o magnésio e o potássio, nutrientes que aliviam o sofrimento da TPM. 

A vitamina B6 encontrada nas cenouras e em bananas ajuda o fígado a regular os níveis de estrogênio em excesso, e auxilia na prevenção das cólicas menstruais.

5-HTP - significa 5 hidroxitriptofano, substância precursora da serotonina, responsável pela sensação de bem-estar. Só que é mais poderoso no processo da felicidade. Níveis elevados de serotonina contribuem para garantir prazer e melhorar o humor.


Vitamina D – Alivia sintomas da TPM, principalmente a irritabilidade.

Cálcio-  melhora ao processo de serotonina no cérebro.

Magnésio – efeito calmante e neutraliza a irritabilidade. Alívio significativo de dor de cabeça pré-menstrual.

Óleo de Peixe- alivia sintomas de TPM se cosumido todos os dias.

Óleo de Prímula – alivia sintomas comuns da TPM e sensibilidade nas mamas.

Ácido gamalinoleico - obtido pela ingestão de óleos vegetais, como o de prímula, da semente de cassis ou de cânhamo, e necessário para o bom funcionamento do organismo. Ele desempenha um papel importante na regulação da síntese de prostaglandinas (hormônios responsáveis pela transmissão da dor, inclusive da TPM). E o melhor: não possui efeitos colaterais.

As mulheres precisam saber que o consumo dessas substâncias podem alterar o ciclo menstrual, e, com isso, alterar a ovulação, dificultando a gravidez.

Antes de consumir qualquer tipo de suplemento consulte um  médico especialista.


Fonte: comportamentoesaude e R7.