Uns falam que os exercícios aeróbicos devem ser feitos antes, outros falam que devem ser feitos após o treino de musculação. Mas qual o melhor para você? A resposta desta pergunta é “DEPENDE DO SEU OBJETIVO”!

Quer ganhar massa muscular? Perder gordura? Resistência cardiovascular? Força? Cada um desses objetivos exige uma abordagem diferente, uma dieta diferente, um treino diferente, pessoal e intransferível.  Não há o certo e o errado, o que há é o melhor para cada objetivo.

Quero ganhar massa muscular – exagerar no aeróbico quando seu objetivo é aumentar massa muscular pode deixá-lo cansado para pegar pesado no treino e até mesmo fazer você perder medidas ao invés de aumentar. No entanto, quanto mais você ganha massa muscular, mais resistência cardiovascular você precisa ter para que o coração consiga “dar conta” de seu novo corpo musculoso. Sessões curtas com intensidade baixa a moderada depois do treino não representam nenhuma ameaça no ganho de massa muscular.

Quero perder gordura - O treino de musculação faz seu corpo gastar energia por até 48 horas depois, dependendo de sua intensidade. Alguns estudos mostram que para a perda de gordura o interessante seria fazer o exercício aeróbico antes do treino com pesos, se o treino de musculação for de alta intensidade, o que ajudaria na resistência cardiovascular, mantendo por um longo período o metabolismo acelerado e contribuindo por um longo período de queima de gordura após o treino. Por outro lado, um treino de musculação tradicional não vai criar um gasto de energia por tanto tempo após o treino, mas seu corpo gastará glicogênio para realizá-lo e quando este estoque de glicogênio termina o corpo buscará reservas de energia na gordura corporal. Este então é o momento para realizar um exercício aeróbico e potencializar esta queima de gordura, após a musculação.

Quero ganhar força - A maioria dos programas de treinamento de força é com muito peso e poucas repetições que exigem o máximo do praticante. Durante o exercício, o corpo usa a energia armazenada em nossos músculos, o famoso glicogênio. Se os níveis de glicogênio estão baixos, isso afeta nossos níveis de energia para os treinos. O mesmo fenômeno acontece se você fizer aeróbico antes do treino de força, onde o primeiro estoque a ser usado pelo corpo como energia é o glicogênio. Se você usa essa energia, ele não estará disponível quando você precisa levantar muito peso, tornando a meta de construção muscular, aumento da força, ou a queima de calorias através de levantamento de peso comprometida. O ideal para ganhar força é aeróbico depois da musculação.

Quero ganhar resistência cardiovascular – aqui o exercício aeróbico é ator principal. Se você treinar com pesos antes do aeróbico, não terá combustível suficiente além de estar mentalmente e fisicamente cansado. Nos dias que o aeróbico for intenso e por muito tempo, faça-o antes do treino com pesos, o qual deve ser por um curto período.

Se você tem pouco tempo para se exercitar diariamente, você pode combinar a força e os movimentos aeróbicos. Um exemplo seria completar dois exercícios de treinamento de força seguido de “sprints” de bicicleta por 1 ou 2 minutos ou qualquer outro aparelho aeróbico. Ao combinar a força e a parte aeróbica, você estará satisfazendo a necessidade de estimular o músculo mantendo o seu ritmo cardíaco elevado durante todo o treino.

Embora existam vários casos em que treinar com pesos antes do aeróbico é o melhor a ser seguido, não há uma regra. Trace seu objetivo e mãos à obra !

 

Adriana Siqueira é graduanda em nutrição e possui um portal de conteúdo sobre estilo de vida saudável chamado Arquitetando Corpo e Mente. É autora de artigos sobre saúde, dieta, treinos e suplementos. 

 

Instagram: @drikasiqueira
Blog: arquitetandocorpoemente.blogspot.com.br