Você treina, treina, treina e nada de ficar com um abdome definido? Concentre-se na dieta!

Quando se trata de definir abdome, até mesmo os programas de treinos mais eficazes podem deixa-lo escondido por detrás da gordura. Mesmo que sua barriga esteja lisa e definida, uma tênue camada de gordura pode estar fazendo com que os “gominhos” tão desejados não apareçam.

Se você esta seguindo uma dieta saudável e já tem os alimentos certos para perder gordura e entrar em forma, então está tudo ok! Caso contrário, as dicas a seguir podem lhe dar uma vantagem extra, garantindo que seu esforço irá lhe trazer os resultados desejados:

Proteína magra – comer proteína o suficiente promove a perda de gordura e ganho muscular, os dois elementos mais importante para a construção do abdome definido.  A proteína deve estar presente em todas as refeições do seu dia. Se ficar difícil comer carne em todas elas, substitua algumas refeições pelo whey protein.

Carboidrados – apesar da popularidade das dietas de baixo carboidrato, ainda é muito comum o consumo errado de carboidratos com altos níveis de açúcares. Prefira sempre os de baixo índice glicêmico, como arroz e macarrão integrais ou batata doce. Estes alimentos queimam mais lentamente, por isso não causam picos de insulina. Carboidratos de alto índice glicêmico são permitidos apenas durante e depois o treino de musculação.

Fibras – alimentos que contém fibras têm poucas calorias e ajudam o seu sistema digestivo a trabalhar melhor.  Fibras não são digeridas pelo organismo, mas são importantes para aumentar o bolo alimentar, facilitado a digestão e causando saciedade.  Frutas frescas, saladas e legumes são ótimas fontes de fibras.

Iogurtes – apesar de muitos preferirem não consumir lactose, probióticos  encontrados no iogurte e bebidas fermentadas estão sendo fontes de pesquisas que comprovam seu poder em reduzir gordura abdominal.  Em um estudo recente na Finlândia, mulheres que tomaram suplementos de probióticos após o parto diminuíram mais a circunferência de cintura e gordura corporal quando comparadas com aquelas que não os tomaram. E, embora o tema ainda seja controverso, estudos identificaram que a ingestão de grande quantidade de alimentos lácteos ricos em cálcio, como o iogurte, pode aumentar a perda de peso corporal.

Não pule refeições - pular as refeições a fim de comer menos pode aumentar seus níveis de cortisol, o hormônio do estresse, fazendo com que você perca massa magra e não gordura. E comer poucas refeições durante o dia podem diminuir seu metabolismo e níveis de energia. Se você está comendo os alimentos certos e faz refeições regulares irá manter seu corpo num nível de insulina constante durante todo o dia, colaborando com a perda de gordura e evitando seu estoque.

Beba mais líquidos - A hidratação é importante quando você está em dieta e treinando. Além disso, beber muita água tem benefícios específicos como ajudar a manter o estômago cheio e a expulsar o excesso de sódio evitando o inchaço nesta região. Comer alimentos mais ricos em potássio, como tomates e bananas, também vai ajudar a diminuir o inchaço.

Tomar muita água pode ser difícil, mas você pode alternar com águas aromatizadas, chá gelado e qualquer outra bebida sem açúcar. A velha regra de 8 copos por dia é um bom começo!

Se você seguir essas dicas, além de estar se mantendo saudável, terá uma grande chance de chegar o dia em que você se olhará no espelho e “tchã rammm” lá estará seu abdome, lindo e definido!

Adriana Siqueira é graduanda em nutrição e possui um portal de conteúdo sobre estilo de vida saudável chamado Arquitetando Corpo e Mente. É autora de artigos sobre saúde, dieta, treinos e suplementos. 

Instagram: @drikasiqueira
Blog: arquitetandocorpoemente.blogspot.com.br